Após disputar torneio principal do Circuito Brasileiro aos 15 anos, Julhia defende o Brasil no Sul-Americano sub-19

Publicado em: 05 DE ABRIL

Após disputar torneio principal do Circuito Brasileiro aos 15 anos, Julhia defende o Brasil no Sul-Americano sub-19
Julhia Perandre vai disputar o Circuito Sul-Americano sub-19 (Créditos: Gaspar Nóbrega/Inovafoto/CBV)

 

Julhia Perandre está vivendo dias de muitas emoções. Com apenas 15 anos, ela passou do qualifying e disputou o torneio principal no Aberto em Itapema (SC), na terceira etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia adulto. Nesta terça-feira, ela fez sua primeira viagem para fora do país. De quarta-feira a sexta-feira, ela e Giovanna defendem o Brasil em Assunção (PAR), na segunda etapa do Circuito Sul-Americano sub-19, que vale vaga para o Mundial da categoria em setembro, na Turquia.

No torneio masculino, a equipe brasileira será formada por Dudu e Lucas Elbert. As duas duplas disputam seus jogos da fase de grupos nesta quarta, às 10h45 e às 16h45 (horário de Brasília).

“Estou muito empolgada porque é a primeira vez que vou sair do país, e para jogar. É um mix de emoções. Estou animada, ansiosa, nervosa, tudo misturado, mas muito feliz. Quero aproveitar, me divertir, mas quero ir com tudo. Quero ganhar e conquistar essa vaga para o Brasil com a Giovanna, que é uma ótima jogadora”, afirmou Julhia.

Julhia chega ao Sul-Americano embalada pelo resultado em Itapema, na terceira etapa do Circuito Brasileiro 2022. Ao lado de Larissa, ela passou do qualifying com uma vitória apertada na rodada decisiva contra Ana Luiza/Rupia Inck, por 2 sets a 1 (21/19, 11/21 e 18/16).

“Ainda não acredito no que aconteceu em Itapema. Era um jogo muito difícil e nunca imaginei que, na minha idade, ia conseguir passar do qualifying para o torneio principal. Estava trabalhando para isso, mas não achei que aconteceria tão cedo”, comemorou.

Na primeira etapa do Circuito Sul-Americano sub-19, disputada no último fim de semana em Sucre (BOL), o Brasil subiu ao pódio nos dois gêneros. Pedro/Henrique ficou com o ouro, enquanto Nina/Carol Sallaberry levou o bronze.

Ao final das duas etapas, os cinco melhores países em cada gênero no somatório de pontos garantem a vaga para o Mundial da categoria.

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Banco do Brasil

PATROCINADOR OFICIAL

Parceiros Oficiais